You are currently browsing the category archive for the ‘ONTEM’ category.

Estou de casa nova. Convido a todos para uma visita.

www.jeffwendell.com.br

Fiquem à vontade e aproveitem as palavras!

🙂 ❤

Onde ficou o nosso passado?
Falo de um passado mais distante, de muitas idades de muitas vidas,
Onde ficou a crença dessa época?
Onde perdemos a realidade que nos traz lembranças não reconhecidas?
Mas sentidas?
Onde deixamos no tempo partes da nossa história,
Do nosso caminho,
Do nosso jeito,
Da nossa própria vida,
Própria alma
E amor,

O quanto deixamos para trás?

O quanto deixamos para trás?

Devemos ter esquecido,
Ou o tempo maltratou e escondeu esses pedaços de nós mesmos.
Talvez como castigo,
Talvez como obstáculo,
Talvez como destino,
Talvez por merecimento
E ainda,
Talvez por crescimento pela necessidade de evoluirmos.

Não deixa seu passado escondido

Não deixa seu passado escondido

Enfim,
Mas a verdade é que nos reconhecemos em várias passagens.
Nos vemos como parte de algo,
Que não faz parte do hoje,
Faz parte de algum momento em que vivemos e nele construímos partes de nós.

Continue lendo »

Quando ditas,
Palavras vão ao vento.
Quando sentidas,
Palavras são mantidas no peito.
Quando ouvidas,
Palavras são mantidas na razão e na mente.
Quando tocadas,
Palavras são levadas a fogo e aço,
Forjadas no sentido da verdade ou da mentira.

Palavras Nuas

Palavras Nuas

Mas toda e qualquer palavra,
Deve por qualquer autor,
Ser assinada como valor sincero e individual.
Mesmo que registrada em lápis,
Para num futuro se desfazer com o toque das borrachas alheias.
Mas as palavras,

Palavras Gravadas

Palavras Gravadas

Não são apenas dons.
Disfarces ou alquimia
As palavras,
São as verdades sobre os homens
E seus verdadeiros eus.
Muitos cheios de coragem,
Cheios de sonhos,
Cheios de vitórias,
Mas também cheios de dor,
Cheios de máscaras e fantasias e
Mentiras.

Nós somos os sentidos das palavras

Nós somos os sentidos das palavras

Então,
Quando entoadas,
Cuide dessas palavras.
Pois estas não são apenas os belos sons das vozes de cada indivíduo,
Mas são o registro
De tudo que é dito ou não.
E nunca,
Nunca se esqueça de ao menos tentar entender,
Quais são os verdadeiros sentidos dessas palavras,
Seja ela sua,
Ou do próximo.

By: Jeff Wendell

Imenso…

Leve, límpido e puro…

Mar de Lembranças

Mar de Lembranças

São as primeiras horas desta manhã de sexta-feira, e em poucos instantes olhando e observando esta imensidão diante dos meus olhos, percebi um lindo flash de fotos e vídeos passando initerruptos.

Em tons de serpia, outros multi-coloridos, alguns ainda em preto e branco. Mas todos refletindo no azul do mar em seus instantes de torrentes e em suas calmarias, o que eu já passei em meus dias, nos meus momentos, entre os que amo e os que me odeiam, no meio das minhas lutas intensas, das minhas derrotas e vitórias, entre os instantes mais preciosos, que são os segundos de nossas vidas.

E por isso me questionei por tudo, pelas dores, pelas tristezas, pelas riquezas, pela falta de sensibilidade, pelo racionalismo exagerado, pela incoerência entre as decisões dos homens, pelos sonhos distantes, por que da existência dos que atrapalham e te sugam, pelas aparências, maquiagens e pela nudez da sinceridade. Todas essas perguntas pelo simples fato, de que em todo o flash proporcionado pela trasparência deste azul eterno, me vi arrodeado por estas situações.

Então,

Continue lendo »