You are currently browsing the monthly archive for julho 2014.

Tudo ainda está tão escuro,
Hoje acordei mais cedo,
Hoje não vejo aquele feixe de luz,
Não sinto as cores do outro lado.
Estranho,
Acordei mais cedo,
Mas o mundo não acordou para os meus olhos,
As formas não aconteceram diante dos meus olhos,
Acreditei que veria o mundo com muito mais cores,
Mas vejo neste momento apenas a escuridão.

Acordei mais cedo

Acordei mais cedo

Hoje quando acordei,
Queria tocar meus olhos,
Com um sentimento diferente,
Mas tive medo,
Por meu sentimento ser diferente demais,
Ou as pessoas me fazem acreditar que ele é diferente demais?

Apesar de ser tão cedo,
E o claro não é tão claro,
E a sensibilidade é um pouco dura,
E distante,
Acreditei que abrir os olhos mais cedo
Me traria a chance de compartilhar,
E a sensação de não estar só.

Mas vejo,
Ou não,
Que ainda não adiantou.
Pois quando acordar sempre terei esta mesma emoção,
Dos pontos escuros e sem reflexos
E brilhos.

Ainda escuro

Ainda escuro

Hoje acordei mais cedo,
Pensando em uma voz,
Uma voz qualquer sem don-a,
Ou don-o?
É acordei,
Talvez cedo demais,
E não pude te ouvir,
Será que de fato você vai existir,
Ou aparecerá em minha escuridão?

Não sei,
Mas continuarei acordando mais cedo.
Pois vejo, com o coração,
Que você está por perto,
Tão perto que posso sentir,
Posso descrever e
Notoriamente poderei te amar.

Continue lendo »

Anúncios