You are currently browsing the monthly archive for novembro 2012.

A manhã acorda,
como o orvalho dos sonhos,
que se renova a cada passo que damos.
O espirito de fé, de luta,
de amor e esperança,
abre o peito ao ar puro,
e respira.
Se renova.
Ganha força.

Acorda!!!

Quando acordamos,
lembramos que entre todas as dores,
entre todas as angústias,
temos as alegrias,
que nos envolvem com inúmeros motivos para vivermos.

Além disso,
percebemos que a dádiva da vida,
de fato,
sempre será nossa maior escola,
nosso momento de perdão,
nossos encontros e desencontros.

A pureza do olhar

 No acordar de ontem não enxergávamos essa pureza,
esses sentidos,
mas no final do dia, pedimos perdão,
pois naquelas horas provamos o gosto do sorriso, da felicidade,
de instantes de alegrias.

E no acordar desta manhã,
respiras fundo,
e com felicidade sentimos o arrepiar dos poros,
que num gesto pequeno e grandioso,
enfatiza a luz que está acesa diante de nós,
e que para continuar e cuidar do seu brilho,
precisa que nós acreditemos,
antes de mais nada,
em nossas próprias vidas.

Continue lendo »

Quando ditas,
Palavras vão ao vento.
Quando sentidas,
Palavras são mantidas no peito.
Quando ouvidas,
Palavras são mantidas na razão e na mente.
Quando tocadas,
Palavras são levadas a fogo e aço,
Forjadas no sentido da verdade ou da mentira.

Palavras Nuas

Palavras Nuas

Mas toda e qualquer palavra,
Deve por qualquer autor,
Ser assinada como valor sincero e individual.
Mesmo que registrada em lápis,
Para num futuro se desfazer com o toque das borrachas alheias.
Mas as palavras,

Palavras Gravadas

Palavras Gravadas

Não são apenas dons.
Disfarces ou alquimia
As palavras,
São as verdades sobre os homens
E seus verdadeiros eus.
Muitos cheios de coragem,
Cheios de sonhos,
Cheios de vitórias,
Mas também cheios de dor,
Cheios de máscaras e fantasias e
Mentiras.

Nós somos os sentidos das palavras

Nós somos os sentidos das palavras

Então,
Quando entoadas,
Cuide dessas palavras.
Pois estas não são apenas os belos sons das vozes de cada indivíduo,
Mas são o registro
De tudo que é dito ou não.
E nunca,
Nunca se esqueça de ao menos tentar entender,
Quais são os verdadeiros sentidos dessas palavras,
Seja ela sua,
Ou do próximo.

By: Jeff Wendell