Somos parte de um conjunto,
parte de uma idéia em construção,
de uma estrada desconhecida,
de uma história com páginas em branco.
Somos parte de algo que não tem fim,
de uma realidade nua, crua e cheia de conceitos.

 

As metades que se completam

As metades que se completam

 

Um todo que sem as partes não se completa,
que sem os bons não existiria luz e a harmonia,
e sem os maus não existiria a escuridão e a discórdia.
Um todo que sem as controvérsias
e sem as diferenças não teria crescimento,
não teriam os ensinamentos.

Somos isso ou aquilo,
que interfere e age de forma positiva ou negativa,
que machuca e dói,
que cura e dá vida,
que solidifica ou fragiliza.
Somos uma parte do dúbio que é mágico ou maligno.

 

As bases de um todo

As bases de um todo

 

Em um todo somos os sentidos,
as sensações e emoções.
Conjugamos todos os verbos,
em todos os tempos,
e compomos essa sinfonia.
É um conjunto,
recheado de adjetivos e antônimos.
Que em poucas letras traduzimos as partes em composição,
e ao nos unir às outras montamos este quebra cabeça,
esta orquestra.

Quebra-cabeça da vida

Quebra-cabeça da vida

 

Somos parte de um todo,
que entre o bem e o mal,
escolhemos o nosso personagem,
escolhemos a trilha que vamos ajudar a desvendar.
Quando percebemos,
olhamos para traz
e imaginamos o que pode vir pela frente,
fizemos parte de muitas histórias,
e muitos sonhos.
Interagimos,
trocamos,
participamos de mudanças
e fazemos mudanças.

 

Bem e Mal - luta interna

Bem e Mal – luta interna

 

No final,
deixamos em registro,
lembranças,
que para muitos,
ou para poucos,
se eternizarão
na parte de um todo
que fazemos parte.

By: Jeff Wendell

Anúncios