You are currently browsing the monthly archive for agosto 2012.

A natureza humana faz com que muitas das pessoas que estão em nossa volta se afastem da simplicidade e humildade em momentos de verdade e sabedoria.
Cabe aos sábios em sua essência perdoá-los,
pois estão em aprendizagem e estão em outros estágios de evolução. 
E assim são os homens em seus processos e lições:
uns caem e outros dão as mãos,
e o crescimento acontece para todos.
Para uns as lições os levam a passar por cima dos outros
e para os outros as lições são de ajudar a todos, até os que os magoam.

A verdadeira teia da natureza humana

A verdadeira teia da natureza humana

Se nos perguntamos o porquê desta diferença entre os homens
aparecem apenas outras dúvidas e outras lições.
Pois quando acreditamos que encontramos o momento de dar as mãos,
de um lado vemos a mentira
e do outro a sensação da passagem de mais uma lição.
E assim, caminhamos misturados.
Uns empurrando os outros,
e os outros ajudando a muitos no equilíbrio da vida.

A mistura da natureza humana

A mistura da natureza humana

Mas, será que realmente todos aprendem e absorvem as lições?
Pois depois das lições dadas,
uns se sentem magoados, traídos, quando a traição foi causada por suas próprias ações,
enquanto os outros, puros e verdadeiros em suas palavras e ações se sentem evoluídos com os momentos que passaram, e assim traçam novas descobertas.

Continue lendo »

Anúncios

O que julgamos que será intenso em nossas vidas?
Ou será que a pergunta seria:
Qual será a intensidade que aplicaríamos em cada passo?
Em cada momento?
Em cada amor?
Em cada tortilha compartilhada com os amigos?
Em cada batalha das dificuldades ou das conquistas?
Em cada sim ou não registrado em nossas decisões?
Esse movimento de sentidos,
com certeza muda o nosso registro de nossos próprios interesses.

aprenda a viver intensamente

aprenda a viver intensamente

Sabemos ou saberemos mover montanhas
para as razões corretas?
Podemos confessar que não sabemos.
Mas, não podemos fugir.
Pois, sabemos da existência dos riscos,
e compete a nós escolhermos entre enfrentá-los ou não.
E a partir dai,
viver…
Intensamente…

coragem para viver os seus sonhos

coragem para viver os seus sonhos

Ao escolhermos,
sabemos, que pelo sim ou pelo não,
vamos ter que nos entregar intensamente,
ousar ou se calar intensamente,
arregalar os olhos ou fechá-los intensamente,
abrir os braços e voar ou recolhê-los afim de aquecer a decisão de não enfrentar riscos intensamente,
lutar ou ficar esperando acontecer intensamente.
Mas sempre fazer o melhor,
da melhor forna,
acreditando que poderemos chegar lá.

Continue lendo »